"Massa Crítica Manaus" pede mais comprometimento do poder público e legislativo em prol da bicicleta.

Protesto 'Massa Crítica' pede prioridade a plano de mobilidade sustentável em Manaus.



Manaus - Skatistas, ciclistas, patinadores ou outras pessoas que usam veículos movidos à propulsão humana farão na tarde de sexta-feira (28) uma passeata como forma de divulgação dos meios de transportes ecológicos e sustentáveis. O evento nomeado de Massa Crítica surgiu em São Francisco (EUA) no ano de 1992 e que desde lá se espalhou pelo mundo, tem sua primeira edição em Manaus.


Além de divulgar as formas alternativas de transporte, segundo um dos mobilizadores do evento, Keyce Jhones, o objetivo é criar condições favoráveis para o uso destes veículos e tornar mais ecológico e sustentável o sistema de locomoção de pessoas, principalmente no meio urbano.

“O movimento é independente e surge de pessoas que querem ampliar o discurso da ciclomobilidade. Hoje temos inúmeros grupos de pedaladas, muitos deles apenas se juntam para pedalar pela cidade durante a semana, mas ainda não tivemos uma pedala crítica, mais ativa que cobre um compromisso sério e prioritário do poder público para com os usuários de bicicleta”, explica Jhones.

Outra pauta da Massa Crítica é a cobrança do Plano de Mobilidade Urbana de Manaus, para que seja inclusa as diretrizes da Lei 12.587 de 2012, que tem como um dos objetivos integrar os diferentes modos de transporte.

“O nosso Código de Trânsito Brasileiro e esta Lei definem claramente que o transporte não motorizado é prioridade sobre os outros meios de transporte e todos devem respeitar essa hierarquia. A falta de compromisso do poder público acaba deixando isso como um elemento de esporte e lazer, onde são mais incentivados e divulgados”, disse Jhones.

O ponto de encontro será no Largo São Sebastião, pela Avenida Eduardo Ribeiro, das 17h30 até às 18h30. O percurso da caminhada será: Rua 10 de julho, Avenida Getúlio Vargas, Djalma Batista, Eldorado, Recife e Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE).

Keyce Jhones diz ainda que qualquer manifestação é bem vinda. “Quem quiser levar cartaz, bandeiras ou faixa de protesto, quiser se mobilizar pode ficar a vontade. Nesse momento tão importante para o Brasil, não poderíamos deixar de abordar esses pontos importantes, entre eles a mobilidade ativa e efetiva. A ideia é que daqui por diante toda última sexta-feira de cada mês a Massa Crítica aconteça”.


Fonte: Portal D24
Compartilhe no Google Plus

Sobre Keyce Jhones

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário