Reflexões Insustentáveis da Arquitetura em Manaus

É muito carro para pouca árvore, ou seja, é muita poluição atmosférica em pleno início de verão amazônico, com o rio em um de seus maiores picos de cheia, misturado com evapotranspiração e intensa umidade do ar que se junta às partículas de dióxido de carbono, torna o ar quase insuportável, sem contar com a qualidade de telhas de amianto em pé direito baixo, escorados em prédios alto de concreto, muitas vezes espelhados que refletem todos os raios de sol incidentes em sua superfície. Não um sombreamento natural, se não o forçado translúcido e se não a metalizada cobertura das paradas de ônibus, que parecem mais um aquário com suas paredes envidraçadas que barram a passagem de ventos e criam pequenas áreas de estufa, pobres aqueles que não conseguem fugir desse sistema imposto a uma região sem valor à sua características intensas, sol intenso, chuva intensa, umidade intensa, vegetação intensa e o intenso movimento crescente de carros nas ruas.

Não temos mais caminhos para andar, pois todos eles foram cobertos por emaranhados fios que se projetam sobre nossas cabeça, que impedem o desenvolvimento das copas da árvores, pois todas elas são mutiladas todas as semanas por que "atrapalham" a fiação aérea que nos alimenta de energia, para consumirmos mais ar refrigerado em nossa ambiência vedada por paredes cada vez mais finas, que ajudam à radiação solar de nossas habitações que deveriam ser confortáveis, mas apenas criamos cenários, muitas vezes decorados excessivamente para camuflarmos toda as belezas da natureza que estão lá fora, quase não enxergamos isso, pois as janelas são cada vez mais pequenas, estreitando a visão clara de um sol intenso que poderia ser projetado com eficiência entre quatro paredes.

Temos pouco tempo para projetar, para pensar, para desenhar, ou até para observar os aspectos naturais da nossa relação com o meio, meio este que vivemos, mas ainda não compreendemos a razão da sua existência, ou não entendemos por que existimos, se consumimos tanto, para esquecer as angústias provocadas pelo caos que provocamos em nossas vidas.

Sofremos apenas todo o reflexo daquilo que projetamos, isso é ser sustentável?
KJhones
Compartilhe no Google Plus

Sobre Keyce Jhones

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário