Planejamento viário equivocado na cidade de Manaus.

Matéria do jornal A Crítica de 29 de julho: http://bit.ly/1aa93CN

Planejamento viário é competência de urbanistas, engenheiros de trânsito não podem intervir em aspectos urbanísticos da cidade, a prova disso é o desastre e equívocos constantes na tentativa de 'melhoria' do trânsito de veículos automotivos em Manaus.

Não temos um Plano de Mobilidade, e tão pouco interesse até agora, dos órgãos de planejamento, controle e fiscalização do trânsito da cidade, em promover a elaboração do Plano, previsto para acabar em 2015 a apresentação para receber recursos federais para a melhoria da mobilidade nas grandes cidade. Manaus parece querer focar, com gosto em obras rodoviaristas, para solucionar problemas anti

gos, que é a acomodação, falta de educação, falta de intensa fiscalização e falta de compromisso do poder público em proporcionar alternativas e melhorias para outros meios de transporte, apenas direcionam recursos para veículos poluidores, deixando a cidade cada vez mais insustentável, e com a falsa promessa de que estamos progredindo e fazendo o melhor trabalho.

Como eu disse em outro post: "... a geração atual aplaude e permite tipos de ações que facilitem cada vez mais o fluxo de carros na cidade, talvez as próximas gerações sintam vergonha e possam reverter esse quadro de cidade insustentável, que privilegia veículos poluidores e individuais cada vez mais."

Tão pouco a nossa geração tem interesse em debater realmente essa questão, mas é pela simples falta de conhecimento e ampla informação clara e justa, não pautada em ações de governos, mas sim, em propostas de estudiosos e especialistas que estão sendo ignorados cada vez mais. Nossas universidade têm excelentes doutores que poderiam contribuir e muito para qualidade da nossa cidade, mas preferem ignorá-los.

Não é possível aceitar que o direcionamento da cidade esteja sendo feito de forma brutalmente equivocada, tanto pelo poder municipal, quando pelo estadual que querem novas vias, grandes rodovias, ampliação de estradas, viadutos, anéis viários tudo com a falsa promessa de melhoria, o que sabemos que é errado, pois quanto mais se abre espaço para os carros, muito mais são colocados nas ruas. Só em Manaus são em média 3mil novos carros por mês, segundo o Detran-am.

Precisa ser feito com urgência e com a participação da sociedade, na construção do Plano de Mobilidade da cidade. Se queremos melhorias, que envolvam os seus habitantes nas decisões políticas, já que são ações públicas, nada mais democrático e justo em promover Participação Social nessas decisões.

Quem aceita e aplaude, é porque é acomodado e tão pouco acredita em alternativas viáveis para uma cidade sustentável e que promova uma mobilidade para o trânsito de TODOS.
Compartilhe no Google Plus

Sobre Keyce Jhones

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário