INFOGRÁFICO SISTEMA CICLOVIÁRIO MANAUS


Estes dados mostram o quanto ainda temos para avançar até o final do ano para completar o que a prefeitura de Manaus prometeu em construir 20Km ou mais de infraestrutura cicloviária. Faltando apenas 4 meses e meio, a atual gestão precisa correr para implantar os 16,9Km ou mais para cumprir a meta de 2013.

Observem que após o lançamento da proposta da ciclovia Boulevard/Ponta Negra, ainda restam aproximadamente 2,3Km para serem completados, que poderia ser incluído na obras de requalificação da avenida Getúlio Vargas por exemplo, ou expandir esse número incluir uma infraestrutura que assegure a vida de quem pedala pela avenida Djalma Batista, pois este importante eixo viário e de alto risco, teve início às obras de requalificação, mas até o momento não foi incluído nada sobre infraestrutura para bicicleta neste trecho.

As obras em diversas ruas de Manaus já foram iniciadas há algum tempo, mas não temos ainda publicado um cronograma de início para as obras da ciclovia Boulevarg/Ponta Negra, pois fico preocupado com o prazo até o final do ano em concluir um grande trecho de 14,6Km que requer várias intervenções.

Dados sobre as ciclovias de lazer dos parques, não foram computados, pois não promovem a mobilidade pela malha viária da cidade, e apresentam-se como fragmentos no meio urbano, dificultando a integração com outra malhas, mas isso poderia ser contemplado, caso a prefeitura ou governo incluam a Djalma ou Centro no plano de metas para ciclovias efetivas.

Outros pontos como o Prosamim, também não foram computados, por apresentar diversas falhas, principalmente pela falta de sinalização e pelo conflito de estar junto aos calçadões implantados.

Vale lembrar que o planejamento de uma rede viária de uso público deve considerar as 
necessidades do tráfego de bicicletas (DNIT- Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes).

Todo e qualquer projeto deve considerar os elementos de riscos de acidentes para as bicicletas, volumes de distribuição do tráfego, velocidades dos veículos motorizados e locais de travessia. Isso implica na relação para os tipos de infraestrutura que devem receber os usuários de bicicletas de forma extremamente segura.

Esse planejamento precisa ser feito em paralelo e simultaneamente com um Plano Cicloviário para a cidade de Manaus, sem ela, alguns elemento ou conceitos acabam sendo deturpados pelos gestores e planejadores, pois acabam colocando uma infraestrutura cicloviária apenas onde dá para ser feita e, não onde realmente se deve colocar, que são principalmente nas grandes vias de fluxo intenso, onde apresenta alto risco para quem pedala, como por exemplo a avenida Djalma Batista, Constantino Nery, Noel Nutels, Rodrigo Otávio, André Araújo, Recife, Torquato Tapajós, Grande Circular, Franceses, Av. das Torres e Flores e também nas estradas como a Manoel Urbano (AM070).

Através deste infográfico irei alimentar um mapa e os dados para acompanharmos e cobrar com mais efetividade as necessidade que se precisa ter para pedalar com segurança nas vias de Manaus.
Compartilhe no Google Plus

Sobre Keyce Jhones

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário