Ponto de ônibus em São Paulo produz energia solar e oferece wi-fi gratuito aos passageiros


Que tal um ponto de ônibus tecnológico que promete facilitar a vida dos passageiros e, ainda, ajudar o meio ambiente? Esta é a proposta do e-Ponto, instalado pela SPTrans neste mês de novembro, em São Paulo, no cruzamento da Rua da Consolação com a Avenida Paulista, que oferece wi-fi gratuito às pessoas que esperam o ônibus, além de dois computadores que permitem que os passageiros se informem a respeito das condições do transporte coletivo em toda a cidade.


Nos PCs, é possível, entre outras ações, checar o horário previsto para a chegada do seu ônibus e traçar o melhor itinerário para alcançar o destino que deseja o mais rápido possível. E tudo sem gastar energia: isso porque o e-Ponto é autossustentável e produz, ele mesmo, aeletricidade que precisa para funcionar por meio de energia solar – há painéis fotovoltaicos instalados no topo do ponto – e cinética, gerada pela passagem dos ônibus na via.

E a economia de energia não para por aí: o e-Ponto possui sensores de iluminação inteligentes que funcionam durante a noite, apenas, quando há passageiros no local. Tá bom para você? Mas ainda tem mais: o ponto de ônibus inovador ainda conta com lixeirasmodernas, que aplaudem aqueles que jogam resíduos no lugar certo (leia também: Lixeiras cantam e agradecem as pessoas na Inglaterra), e possui um sistema de filtragem e umidificação no teto, que melhora a qualidade do ar na parada.

O e-Ponto ainda está em fase de testes e, sobretudo nos primeiros dias de funcionamento, os passageiros que frequentam o ponto de ônibus disseram que os equipamentos disponíveis ainda não funcionavam perfeitamente. Ainda assim, a maioria das pessoas elogiou a iniciativa e torce para que o modelo seja replicado em outras paradas da cidade de São Paulo e do Brasil. Você também é a favor do e-Ponto?

Matéria: Superinteressante novembro 2011.
Imagem: Márcio Sartorello
Compartilhe no Google Plus

Sobre Keyce Jhones

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário