Conferência aborda a importância dos Jardins Românticos no Brasil.


A Fundação Museu Mariano Procópio (MAPRO), a Fundação Casa de Rui Barbosa (FCRB), a Escola de Belas Artes (EBA/UFRJ), a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU/ UFJF) convidam para o evento “Jardins românticos no Brasil”, que acontece dia 20 de outubro, às 14 h, no auditório 2 da Faculdade de Engenharia, Prédio Itamar Franco, no campus da Universidade Federal de Juiz de Fora.

O evento possibilitará melhor se compreender as características paisagísticas do jardim do Museu Mariano Procópio, quando serão promovidas duas conferencias sobre o jardim romântico no Brasil. Ambas dedicadas ao francês Auguste Glaziou, responsável pela divulgação desse modelo paisagístico no país, apresentadas pelos Prof. Jean Pierre Beriac (Universidade de Bordeaux, França), e pelo Prof. Carlos Terra (EBA/UFRJ). Na ocasião, serão lançadas as revistas Leituras Paisagísticas e outras publicações sobre o tema.

Tradução consecutiva.

Programa:
14h Conferência “Le paysagiste et botaniste Auguste François Marie Glaziou a collecté ..”, por Jean Pierre Beriac (Universidade de Bordeaux – França)
16h intervalo
16h15 – Conferência “Jardins na segunda metade do século XIX: a importância de Glaziou”, por Carlos Terra (EBA/UFRJ)
18h30 – lançamento de publicações sobre jardins: Leituras paisagísticas.

Jean Pierre Beriac
Professor-pesquisador da Escola de Arquitetura e da Paisagem de Bordeaux, especialista em história dos jardins e da paisagem e historia da arquitetura do neoclassicismo. Participou dos estudos coordenados por Michel Conan e Sylvie Brossard, iniciados em 1988, para elaboração de método de análise científica de parques e jardins de interesse histórico, botânico ou paisagístico, para a Diretoria de Arquitetura e Urbanismo da França. 
Colaborou em projetos de reabilitação de jardins e parques históricos, com o parque Mauresque à Arcachon, com Anouk Debarre (1987), parque Carmes a La Flèche, com Pascale Hannelel (1989), jardim do castelo Naira à Barsac, com Anouk Debarre (1992), parque do Franqueville à Bizanos, com Morel e Delaigues (1993), e arboreto de Castro, com Graziella Barsacq. Autor, entre outros, dos seguintes artigos e livros: "Auguste Glaziou e seus mestres franceses em Bordeaux". In: Catálogo da exposição Glaziou e os jardins sinuosos. Rio de Janeiro: Dantes Editora, 2009. p. 21-53 e, com Ph. MAFFRE, Le Bordelais Néoclassique. Bordeaux: Itinéraires em Aquitaine. Editions IACA, 1983. 

Carlos Terra
Diretor e Professor Associado da Escola de Belas Artes/UFRJ. Doutor em História da Arte pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais da Escola de Belas Artes/UFRJ; Membro do Comitê Brasileiro de História da Arte; Membro da Associação Brasileira de Críticos de Arte; Membro da Associação Internacional de Críticos de Arte, Membro do ICOMOS-Brasil. Atual Diretor da Escola de Belas Artes/UFRJ. Autor dos livros “Paisagens Construídas: jardins, praças e parques do Rio de Janeiro na segunda metade do século XIX” e “O Jardim no Brasil no Século XIX: Glaziou revisitado”.
Programe-se: as inscrições são gratuitas, com vagas limitadas, e os participantes terão direito a certificado, mediante comprovação de frequência.
Inscrições e informações: (32)3690-2027

Organização:
Ana Pessoa - Fundação Casa de Rui Barbosa (FCRB|MINC)
Carlos Terra - EBA|UFRJ 
Douglas Fasolato - Fundação Museu Mariano Procópio (MAPRO|PJF)
Raquel Von Randow Portes - Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU|UFJF)
Compartilhe no Google Plus

Sobre Keyce Jhones

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário