Esta é a hora do 'rush' na melhor cidade para bikes do mundo.



Esqueça a cena do anda-e-para-anda-e-para tão comum ao trânsito de São Paulo, Rio de Janeiro e outras cidades brasileiras. Em Copenhague, considerada o paraíso mundial dos ciclistas, a hora do 'rush' é o oposto do que se vê por aqui. 



Dono de uma oficina de bicicletas, o cicloativista Jim Salde fez um vídeo, em time lapse, que mostra o pico no trânsito no centro da capital dinamarquesa. Há carros, naturalmente, mas o que mais chama atenção é o número impressionante de pessoas que andam de bicicleta nos seus deslocamentos diários. 


"A gravação ocorreu em torno de 8:30 da manhã em um dia ensolarado de setembro e curiosamente coincidiu com a instalação recente de dois contadores de tráfego na área. Percebi que entre 30.000 e 35.000 ciclistas atravessam a ponte todos os dias", explica Salde em seu site.

A magrela já é o principal meio de transporte para quase metade da população da cidade, que tornou-se um modelo inspirador de mobilidade sustentável. Mas essa transformação não ocorreu da noite para o dia, ela começou lá atrás, nos anos 1960, protagonizada pelo urbanista Jan Gehl.


Ao longo de mais de cinco décadas, Copenhague se reinventou, construiu ciclovias aos montes, garantiu a integração entres os meios de transporte, investiu em segurança para o ciclista e em toda sorte de infraestutura cicloviária. 

E pensa que ela se dá por satisfeita? A cidade, atualmente, estuda a ousada proposta de usar o tempo de viagem de bicicleta como base para todos os semáforos e projeções de fluxo, em vez de usar os tempos de viagem de carro, como tem sido feito há décadas. Mobilidade urbana é levada a sério por lá.

Fonte: Exame.
Compartilhe no Google Plus

Sobre Keyce Jhones

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário