Veja os escritórios e arquitetos que ganharam o 'Prêmio Alemão de Arquitetura'.

A arquitetura alemã é reconhecida mundialmente pela criatividade de seus projetos e construções. O destaque vai não somente para a beleza dos edifícios, mas também para o conceito sustentável e funcional.

Edifício residencial, Berlim

O escritório de arquitetura berlinense Robertneun está entre os agraciados com o Prêmio Alemão de Arquitetura deste ano. O júri premiou o seu projeto de "fábrica de habitação" Am Lokdepot, que se destaca na capital alemã não somente pela tonalidade das cores.


Museu Judaico, Berlim

Entre os laureados de anos anteriores está o arquiteto americano Daniel Liebeskind. Em 1999, ele recebeu o Prêmio Alemão de Arquitetura pelo edifício do Museu Judaico em Berlim, o maior do tipo na Europa. O zigue-zague na forma do prédio foi reconhecido em revistas especializadas como exemplo de excelente arquitetura museal.


Prédio comercial, Düsseldorf

Na Alemanha, Liebeskind pôde realizar diversos projetos espetaculares. Construído em aço e vidro, o Museu da História Militar em Dresden é um dos exemplos de construções futurísticas. Em 2014, ele inaugurou em Düsseldorf o edifício comercial Kö-Bogen (arcos da Kö). Ele deve seu nome à sofisticada avenida em que se situa, a famosa Königsallee (avenida do rei), carinhosamente conhecida por Kö.


Filarmônica do Elba, Hamburgo

Desde 2007, a casa de concertos se encontra em construção em Hamburgo. Com 110 metros de altura, o prédio já é um dos cartões-postais da cidade portuária. O projeto é assinado pelo famoso escritório de arquitetura suíço Herzog & De Meuron. Devido ao aumento de custos, o impressionante edifício ganhou as manchetes mais pelo preço da obra do que por suas qualidades arquitetônicas.


Banco Central Europeu, Frankfurt

As novas instalações do BCE em Frankfurt consistem de duas torres independentes ligeiramente contorcidas, com fachadas espelhadas e concebidas pelo escritório vienense Coop Himmel(b)lau. Com este projeto, eles ganharam um concurso internacional lançado em 2004. Visíveis de longe, as torres do BCE marcam hoje a paisagem visual da metrópole financeira.


Museu Frieder Burda

O célebre arquiteto americano Richard Meier já construiu diversos museus premiados na Alemanha. Este aqui foi encomendado pelo empresário Frieder Burda, para abrigar a sua famosa coleção de arte. Em 2005, o edifício foi agraciado com o Prêmio Alemão de Arquitetura.


Museu Diocesano, Colônia

Com o novo prédio do Kolumba, nome dado ao Museu Diocesano de Colônia, o papa do minimalismo e renomado arquiteto suíço Peter Zumthor concebeu uma joia arquitetônica no coração da metrópole renana. A espartana construção atrai turistas de todo o mundo. Uma característica especial: a atmosfera contemplativa é um refúgio no meio da agitação da cidade.


Teatro Hans Otto, Potsdam

Uma declaração de amor à sua falecida esposa, cuja cor predileta era o vermelho. O premiado projeto do Teatro Hans Otto em Potsdam é de grande importância para Gottfried Böhm, arquiteto alemão vencedor do Prêmio Pritzker, o "Oscar" da arquitetura. Nascido em 1920, Böhm inaugurou o prédio de cinco andares nas margens do rio Havel em 2006.


Immanuelkirche, Colônia

A igreja evangélica Immanuelkirche não chama atenção pelas formas espetaculares, mas por sua sustentabilidade, funcionalidade e por seu pioneirismo. O escritório de arquitetura berlinense Sauerbruch Hutton, responsável pelo projeto do novo prédio eclesiástico com um centro comunitário adjacente, foi um dos agraciados com o Prêmio Alemão de Arquitetura em 2015.

Fonte: DW - Deutsche Welle
Compartilhe no Google Plus

Sobre Keyce Jhones

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário