1º Congresso de Paisagem Urbana acontece em São Paulo.

As cidades concentram hoje 54% da população mundial, o que soma 3,9 bilhões de pessoas, conforme estudo realizado em 2014 pela Organização das Nações Unidas. A ONU projeta que, em 2050, essa proporção chegará a 66%.

Esse cenário mostra ser cada vez mais urgente a discussão sobre medidas para tornar o convívio no espaço urbano mais humano e produtivo.

Com foco nessa necessidade, será realizado na cidade de São Paulo, nos dias 7 e 8 de dezembro de 2015, o 1º Congresso Internacional de Paisagem Urbana.

Idealizado pela arquiteta Regina Monteiro, mentora da Lei Cidade Limpa em São Paulo, o Congresso reunirá especialistas em paisagem urbana que atuam em grandes metrópoles em diversas partes do mundo.

O Congresso abordará experiências de urbanistas de Barcelona (Espanha), Bogotá (Colômbia) e Lima (Peru), além de trabalhos de especialistas atuantes em cidades brasileiras, como São Paulo, Rio de Janeiro, Fortaleza e Ribeirão Preto. A intenção é trocar ideias e compartilhar projetos, avaliando no que a experiência de uma cidade pode ser útil para outra.

CENÁRIO ATUAL
Nas grandes cidades, já existem hoje movimentos para recuperar o uso do espaço urbano pelos cidadãos. São Paulo, por exemplo, tem investido na última década na priorização do transporte coletivo sobre o individual – embora os resultados ainda sejam incipientes –, na ampliação da rede de ciclovias, para que a bicicleta possa ser utilizada como meio de transporte efetivo, e, ainda mais importante, na recuperação do papel do pedestre como o principal elemento na cadeia de deslocamentos na metrópole.

Ainda nesse contexto, a capital paulista implantou, em 2007, a Lei Cidade Limpa, com a meta de reduzir ao mínimo a poluição visual no município, por meio da proibição de publicidade externa em outdoors e da regulamentação das fachadas de estabelecimentos comerciais. Essa lei fez de São Paulo uma referência mundial em ordenamento e regulamentação da paisagem urbana.

Muito falta a ser feito. Mas, antes das ações, muito falta a refletir sobre soluções para a vida nas cidades, E o 1º Congresso Internacional de Paisagem Urbana pretende ser esse espaço para pensar os usos da paisagem urbana.

1º Congresso Internacional de Paisagem Urbana
De 7 e 8 de dezembro de 2015
No Auditório Teatro Renaissance (Alameda Santos, 2.233, São Paulo, SP)

Programação

SEGUNDA-FEIRA – 07/12/2015

8:00 – Credenciamento
9:00 – Abertura do Congresso – Gilberto Kassab, ministro das Cidades do Brasil (a confirmar)

TEMA PRINCIPAL – Orgulho e Identidade das Cidades
10:00 – Palestrante Regina Monteiro (São Paulo): Cidade Limpa – O Exemplo de São Paulo
10:30 – Palestrante Ferran Ferrer Viana (Barcelona): Campanhas e Programas para a Paisagem Urbana – A Experiência de Barcelona – “Barcelona posa’t guapa”
11:00 – Intervalo/Café
11:15 – Mesa Redonda: Identidade das Cidades e o Direito à Paisagem
12:00 – Colóquio (Perguntas e Respostas)
12:30 – Almoço

TEMA PRINCIPAL – Diretrizes para a Transformação da Paisagem Urbana
14:30 – Palestrante Marcelo Palinkas (Florianópolis): Cidade Limpa – O Exemplo de Ribeirão Preto
15:00 – Palestrante Teresa Sandoval (Barcelona): As Cidades como Ágora
15:30 – Palestrante Roberto Zancan (Veneza): Atuação da Paisagem – Uma Ideia Criativa para os Serviços Públicos
16:00 – Café
16:30 – Mesa Redonda: O Patrimônio do Cotidiano e o Direito à Beleza
17:15 – Colóquio

TERÇA-FEIRA – 08/12/2015

TEMA PRINCIPAL – Aspectos Técnicos para a Gestão da Paisagem Urbana I
9:00 – Palestrante Diana Wiesner (Bogotá): Los Cerros de Bogotá e Medellín: do Planejamento para a Ação
9:30 – Palestrante Claudia Grangeiro (Rio de Janeiro): Paisagem Carioca e os Elementos do Mobiliário Urbano
10:00 – Palestrante Santiago Uzal Jorro (Barcelona): Normatização para a Gestão da Paisagem Urbana
10:30 – Intervalo/Café
11:00 – Mesa Redonda: Normas e Regulamentação para a Paisagem Urbana
11:45 – Colóquio
12:30 – Almoço

TEMA PRINCIPAL – Aspectos Técnicos para a Gestão da Paisagem Urbana II
14:30 – Palestrante Issao Minami (Maringá): Genesis da Poluição Visual na Cidade de São Paulo e a Questão da Ética e da Estética na Paisagem Urbana
15:00 – Palestrante Sara Madueño (Lima): Diagnóstico e o Problema de Lima
15:30 – Palestrante Deodato Ramalho (Fortaleza): Desafios e Perspectivas nas Grandes Cidades
16:00 – Intervalo/Café
16:30 – Mesa Redonda: Experiências para a Qualidade de Vida
17:15 – Colóquio
18:00 – Declaração “Carta das Cidades” – Preparação para a segunda edição do Congresso Internacional de Paisagem Urbana em Barcelona, em 2016

Inscrições acesse http://icoul.org/
Compartilhe no Google Plus

Sobre Keyce Jhones

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário