6º Patrimônio em debate: patrimônio moderno, reconhecimento e restauro.

Comemorando 40 anos do Departamento do Patrimônio Histórico (DPH) da Prefeitura de São Paulo e 30 anos do Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo (Conpresp), além dos 40 anos da Secretaria Municipal de Cultura e dos 80 anos da criação Departamento de Cultura, encerramos este festivo 2015, realizando a última edição do ano do Ciclo Patrimônio em Debate.

Estes encontros temáticos têm por objetivo discutir num âmbito público questões complexas e contemporâneas do cotidiano de atuação do DPH. A partir então, de abordagens teóricas e práticas, a proposta é apresentar e por em discussão questões polêmicas relacionadas a propostas de proteção, divulgação, viabilização da conservação e valorização do Patrimônio Histórico da Cidade de São Paulo.

6º Evento do Ciclo Patrimônio em Debate
Patrimônio Moderno: Reconhecimento e Restauro

Dia 19/11/2015, às 14:00 hs. no MASP – Museu de Arte de São Paulo

Este evento propõe reunir pesquisadores, profissionais, estudantes e público interessado no campo de atuação do Patrimônio Moderno na expectativa de avançar um debate presente no DPH/Conpresp, assim como na sociedade contemporânea, relacionado ao reconhecimento de certas obras como parte do patrimônio histórico da cidade, ainda que modernas.

Como o tema do Patrimônio Moderno assumiu importância num tempo relativamente recente, ampliando conceitos tradicionais de patrimônio histórico, vêm ressaltando questões associadas ao reconhecimento de obras da arquitetura moderna como objetos válidos para preservação. De modo semelhante, a proximidade temporal com a produção contemporânea alimenta discussões em torno do como preservar essas obras. Em linhas gerais, a questão que se coloca está relacionada aos limites entre a produção e o restauro. Entendido como universo investigativo e princípio de intervenção, como tratar o restauro de obras modernas se as obras e as intervenções nas obras parecem aproximadas por compromissos semelhantes, tanto técnica como esteticamente? E face a tal aproximação, como seria possível dar a um público amplo a possibilidade de distinguir e de reconhecer em obras de arquitetura moderna razões de preservação como patrimônio histórico?

Coordenação: Arq. Dalva Thomaz | STLP | DP | DPH

14:00 Abertura

Nabil Bonduki | Secretário da Cultura
Nadia Somekh | DPH/Conpresp

14:30 Mesa

Flávia Brito do Nascimento | FAUUSP
Mita Ito | Pauliceia Arquitetura e Restauro
Mirthes Baffi | DOCOMOMO e DPH

16:00 Intervalo para café

16:30 Debatedores

Silvio Oksman | CONDEPHAAT e ESCOLA DA CIDADE
Alessandra Bedolini | FIAMFAAM-FMU

17:00 Debate

18:00 Encerramento

Fonte: IAB
Compartilhe no Google Plus

Sobre Keyce Jhones

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário