Projeto 'Calçada Legal' é apresentado em Manaus.

Iniciativa da Rede Amazônica incentiva calçadas livres e dentro da legislação.
Vídeo começa a ser veiculado na Rede Amazônica nesta quinta-feira.

As ações de conscientização da população sobre os direitos e deveres em relação às calçadas públicas serão divulgadas em vídeos a partir desta quinta-feira (05), na programação da Rede Amazônica, no Amazonas. A iniciativa é uma das atividades do projeto "Calçada Legal".

A campanha reúne uma série de iniciativas para propagação das normas que tratam das calçadas, das fragilidades existentes em Manaus e mudanças que podem provocar melhorias na acessibilidade e bem estar dos moradores.

Na manhã desta quinta-feira, o comitê composto pelos representantes das entidades apoiadoras e da Rede Amazônica participou da apresentação do primeiro vídeo de divulgação do projeto. Representantes do Instituto Municipal de Ordem Social e Planejamento Urbano (Implurb), do Conselho Regional de Engenheira e Agronomia do Amazonas (Crea-AM) e do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Amazonas (CAU-AM) participaram.

A gerente de Marketing da Rede Amazônica, Tina Serafim, explicou que a veiculação do primeiro vídeo, no Jornal do Amazonas na edição desta quinta, abre as ações de divulgação do projeto. Outros vídeos com informações de normas e esclarecimentos sobre como deve ser a calçada adequada serão divulgados nos próximos meses. Uma cartilha também será elaborada e distribuída à população.

"O CAU, o Crea-AM e o Implurb irão elaborar uma cartilha que será distribuída e estará a disposição da população. Essa cartilha vai mostrar as conformidades, como se deve fazer e manter uma calçada", destacou Tina Serafim.

O idealizador do projeto, o diretor comercial da TV Amazonas, Gino Padial, ressaltou que o foco da iniciativa é promover a mobilidade do cidadão.

"Pretendemos fazer com que as pessoas tenham prazer em caminhar nas calçadas, andarem com segurança e acessibilidade para todos. Trafegar sem risco à vida e a integridade das pessoas. Eu creio que a população poderá fazer um grande mutirão e mudar o padrão das calçadas em Manaus", comentou.

Para o presidente do Crea-AM, Cláudio Guenka, os problemas com calçadas em Manaus é generalizado e se torna mais crítico em áreas comerciais. "Lugares com concentração de comércio está concentrando também áreas de serviço e condomínios, não vemos regularidade nas calçadas. Por isso, o Crea se insere nessa discussão para debater e normatizar de forma correta o uso e aplicação das calçadas na cidade", enfatizou.

A largura mínima de uma calçada é de um metro e meio. Porém, há locais da capital onde as calçadas são totalmente ou parcialmente ocupadas por edificações irregulares. O presidente do Implurb, Roberto Moita, ressaltou a importância de esclarecer sobre as não conformidades das calçadas e conscientizar a população sobre as normas vigentes.

"Esse projeto é importante por pautar e trazer esse assunto para a discussão. Fala das calçadas como equipamento urbano, das responsabilidades do Poder Público e de cada cidadão, mas, sobretudo, fazer disso uma grande mobilização no sentido de avançar e melhorar o padrão das calçadas de Manaus", disse Moita.

Foto: Francisco Santos
Fonte G1 Amazonas
Compartilhe no Google Plus

Sobre Keyce Jhones

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário