Redesenho urbano pode combater a violência nas vias.

Muita gente tem perguntado, mas como fazer um redesenho das nossas vias para promover um acalmamento?

Este exemplo clássico em Medellín, explica bem o resultado para combater as violências nas vias, tanto para reduzir a velocidade do trânsito, quanto para proporcionar mais caminhabilidade e ciclabilidade.

Medellín foi eleita a cidade mais inovadora do mundo, em 2014, e por isso sediou o 7º Fórum Mundial Urbano #WUF7 e em 2015 o 4º Fórum Mundial de Bicicleta.

Quem conhece o quadrilátero da antiga Zona Franca no Centro Histórico de Manaus, sabe que desde a década de 70/80, foi possível acalmar o trânsito e redesenhar as ruas, com esse partido que proporciona mais segurança e comodidade a todos.

Não adianta investirmos milhões em campanhas educativas e radares, se o princípio, que é o controle urbano, no desenho da cidade, não for repensado.

Isso é acupuntura urbana!
Compartilhe no Google Plus

Sobre Keyce Jhones

    Comentar com o Blogger
    Comentar com o Facebook

10 comentários:

  1. Muito bonito e eficiente... mas precisava msm ter cortado todas as árvores?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se prestar bem atenção, 12 árvores foram replantadas, olhe os cubinhos escuros no chão com as mudas.

      Excluir
  2. É preciso muita cautela com essa idéias de "desenho" na prancheta. Desenvolvemos por 8 anos um Projeto chamado Oficina de Desenho Urbano: As Crianças, os Jovens e a Cidade - ODURB - 2001/2008 (A cidade que se tem a a cidade que se gostaria de construir). Uma metodologia singela, porém consistente e colada ao compromisso da "função social da cidade e da propriedade", e portanto na perspectiva do interesse coletivo. A partir do desenvolvimento forma publicados vários materiais. Postais, livro, vídeo e cartelas. Pode-se "redesenhar" a cidade, o campo, o bairro, a vila, o lugar, o canto, a vida em outras perspectivas de mundos possíveis. Geógrafo Urbanista / Professor Universitário / LAGEPOP / IG / UFU.
    Ex professor da UFAM, e um dos responsaveis pelos projetos de criação dos curso de Geografia e História.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. falcao, vc tem este estudo com o resultado da oficina? se tem podes compartilhar para fazermos um similar aqui em santa catarina??? se sim, meu email eh;
      roberto@mantovanierita.com.br
      grato

      Excluir
  3. Pode ser que melhore, mas a mobilidade urbana piora bastante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apenas a mobilidade urbana de veículos privados. Em relação a outros meios de transporte - bicicletas, transporte público, ou até mesmo o "andar a pé" - pode haver uma grande melhora.

      Excluir
    2. Piora para os carros, melhora para as pessoas, Brasil precisa mudar o paradigma de que cidade é para os carros, e não para o cidadão

      Excluir
  4. Já perguntaram se os pobres querem andar?

    ResponderExcluir
  5. Sem educação nenhum ambiente molda pessoas! Em determinadas situação essa mudança proporcionaria apenas um local tranquilo para que jovens se encontrem para fumar um baseado e ver a vida que está passando.

    ResponderExcluir