Manaus será palco de evento preparatório para o Fórum Mundial das Águas em maio.

A realização é do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea) em parceria com o Conselho Regional (Crea-AM).


Manaus sediará Preparatório inédito para o Fórum Mundial das Águas no período de 10 a 12 de maio, no Tropical Hotel. Promovido pelo Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea) em parceria com o Conselho Regional (Crea-AM) e co-realização do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Amazonas (Sinduscon-AM) , a finalidade é reunir contribuições da região Norte do País para o maior evento global sobre a água, a ser realizado de 18 a 23 de março de 2018, pela primeira vez, no hemisfério Sul, mais precisamente em Brasília. 

Profissionais da Engenharia e Agronomia de diferentes Estados do País, pesquisadores, cientistas, políticos e representantes da sociedade civil organizada estarão presentes no Preparatório, debatendo a problemática dos recursos hídricos e os desafios envolvendo a região, que abriga a maior bacia hidrográfica do mundo (Amazônica) e a maior bacia de drenagem exclusivamente brasileira (Tocantins-Araguaia). "Apesar da alta disponibilidade de água, a região ressente-se de um plano de gestão de recursos hídricos que proporcione levar água de qualidade e saneamento básico à população como um todo por um lado e por outro, permita a utilização sustentável desses recursos ", ressalta o presidente do Crea Amazonas, engenheiro civil Cláudio Guenka. 

A programação do evento preparatório abrangerá temas como "Recursos Hídricos - De direitos fundamentais a commodities"; "Gestão de Recursos Hídricos Transfronteiriços"; "Métodos Geofísicos aplicados à Hidroecologia e Gestão de Águas Subterrâneas". A abertura será marcada pela Conferência "Impacto das Mudanças Climáticas nos Recursos Hídricos das Amazônias (brasileira e internacional). No último dia, haverá a mesa-redonda sobre "O Desafio para a Garantia de Acesso à Água de Qualidade" e logo em seguida, a palestra final será sobre o 8° Fórum Mundial, com representante da organização do evento global. "Com este evento, pretendemos reposicionar a nossa região no centro da agenda internacional no que se refere às discussões de temas envolvendo os recursos naturais e sustentabilidade", frisou Guenka. 

Este será o segundo dos sete preparatórios previstos para serem realizados em diferentes regiões do País pelo Sistema Confea/Crea e Mútua (Caixa de Assistência dos Profissionais). Segundo o presidente do Crea Amazonas, por meio dessa iniciativa, pretende-se reposicionar a Engenharia e Agronomia na sociedade na condição de área estratégica para o desenvolvimento sustentável do País. Na opinião do presidente do Confea, engenheiro civil José Tadeu da Silva, os encontros preparatórios levam a categoria a refletir sobre a importância e a responsabilidade do nosso conhecimento e do nosso exercício profissional com relação ao maior desafio do mundo – a gestão da água. ”Essas trocas de experiência dos eventos regionais nos ajudarão a chegar no Fórum Mundial da Água com condições de mostrar para o mundo que a engenharia e a agronomia do nosso país não ficam devendo nada às engenharias do resto do mundo”, frisou.


A realização dos eventos foi definida após o convite ao Confea a integrar a Seção Brasil do Conselho Mundial de Água devido ao êxito da Conferência Internacional Água e Energia – novas abordagens sustentáveis, que foi realizada pelo Conselho Federal em 2016. “Temos de chegar em 2018 com um debate de alto nível, representando bem a área tecnológica brasileira. O mundo todo estará aqui, no Brasil, para discutir o futuro da água. Nesse sentido, o Confea e os Creas são os legítimos representantes da Engenharia e da Agronomia do País”, ressaltou o presidente do Confea. 

Inscrições 

Interessados em saber mais sobre o Preparatório podem acessar o hot site oficial do evento (http://mundialagua.confea.org.br/). No ambiente virtual, consta a programação completa, com temas a serem abordados e palestrantes, os internautas poderão obter informações turísticas de Manaus, com fotos da cidade, além de fazer as inscrições. 

Para confirmar a inscrição no evento, será necessária a entrega de três quilos de alimentos não perecíveis no momento do credenciamento, antes do início do evento. Os alimentos serão doados para uma instituição de caridade. 

Sobre o 8° Fórum Mundial das Águas 

Criado em 1996, pelo Conselho Mundial da Água, o Fórum Mundial das Águas tornou-se um ambiente de discussão em nível mundial por meio do qual são estabelecidos compromissos políticos e incentivadas ações em todos os setores da sociedade. 

A edição 2018 do evento possui como tema central "Compartilhando água" e deverá reunir em torno de 30 mil representantes de mais de 100 países. O Fórum será estruturado em quatro processos: temático, discussões técnicas sobre o tema água em diversas vertentes; político, permitindo debate entre autoridades governamentais e parlamentares; regional, voltado à discussões das perspectivas sobre água nos diferentes continentes do mundo; e por fim, o grupo focal de sustentabilidade. O evento global contará ainda com o Fórum Cidadão, que incentivará a participação popular nos debates. "Nessa agenda internacional, pretendemos demonstrar as contribuições e habilidades que os profissionais do Sistema podem dar para as áreas de planejamento e gestão, especialmente focadas no desenvolvimento, na sustentabilidade e na qualidade de vida da sociedade", afirmou José Tadeu.

O Preparatório para o Fórum Mundial das Águas, de Manaus, conta com apoio institucional da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), Associação das Empresas do Mercado Imobiliário do Amazonas (Ademi-AM), Tropical Hotel, Amazônia Cabo e Amazon Sat. Também com a participação de entidades de classe: Associação dos Engenheiros e Arquitetos do Amazonas (AEAA), Associação dos Engenheiros Agrônomos do Estado do Amazonas (AEAEA), Associação dos Engenheiros de Pesca do Estado do Amazonas (AEP-AM), Associação Profissional dos Engenheiros Florestais do Estado do Amazonas (APEFEA-AM), Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia dos Amazonas (IBAPE/AM), Sindicato dos Engenheiros no Estado do Amazonas (Senge-AM) e Associação Brasileira do Engenheiros Eletricistas do Amazonas (ABEE-AM).

Fonte: Crea-AM
Compartilhe no Google Plus

Sobre Keyce Jhones

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário